23 de maio de 2011

Seria muita maldade?

Daí que durante a gravidez eu li tudo que pude sobre bebês (e acho que todas nós lemos, neah?), até que ouvi falar no tal do livro Nana nenê.
A técnica do livro é simples e clara, a partir do oitavo dia de vida (sim, oitavo dia, pequetito de tudo) você deixa ele chorar que uma hora ele aprende e para!
Lógico que antes você se certifica se não é fome, dor ou caquinhas, se for, você providencia a solução, e se não for nada disso, deixa a coitada da criança chorar!
É agüentar firme, se o bebê chorar dez minutinhos, agüenta firme que ele vai aprender, se for uma hora de choro, uma hora ele aprende, e assim vai! Uma hora vai passar, até porque chorar cansa, e ele deve dormir de cansaço.

Não sei se alguma mamãe aqui leu o livro e segue a técnica do autor, porém, porém, porém, durante minhas leituras sobre psicologia infantil (pq minha intenção sempre foi ser uma super mãe) o aparelho psíquico dos bebês não está desenvolvido a ponto de saber esperar (por isso eles são muito imediatistas), e que durante os horários mais inesperados eles sentem necessidade sim, de colo, carinho, amor, aconchego, não é manha como muitos dizem, é uma necessidade psciologica que os bebês tem!
E o que fazer? Eu faço o que ela quer, oras! Dou colinho, beijinho, nino, brinco, aninho, e tooooooooodas essas coisas que mãe tem que dar pro bebê sim.

A técnica do tal doutor funciona sim, lógico que funciona, pois se o baby chorou hooooooooooooorrores, gritou, e a mãe dele – que é a pessoa que ele tem o maior vínculo, maior confiança, maior necessidade e apego – não veio em seu socorro, o que lhe resta?
Desistir, não chamar mais por aquela que deveria lhe proteger e amparar quando ele sente medo*, afinal, se ela não o atendeu, ele se condiciona aquilo e para de chamar, já que ela não virá em seu socorro mesmo.
Pra mim, tem que ter estômago pra fazer um negócio desses com o bebê, pra mim isso é crueldade, tortura com alguém tão pequenininho.

E eu dei essa volta gigante pra chegar na minha questão que é a seguinte:

Yasmin chorou, lá tô eu plantada do lado dela, pegando no colo, fazendo carinho, cantando e todas as coisas que eu sei que a alegra.
E quando eu digo que to lá do lado dela é do lado mesmo, num pulo, se a menina chorou eu paro o que estou fazendo e vou em “socorro” dela, as vezes eu paro o banho, paro de fazer a comida que está no fogo, paro de comer, paro de me vestir e estou ali de prontidão ao lado dela.
Só que, isso tá acabando comigo, eu não consigo concluir minhas tarefas e se concluo é em tempo de tartaruga, levo duas horas pra estender dez peças de roupa no varal, a manhã toda pra fazer um almoço e por aí vai...
Lógico que se tem alguém me ajudando, a coisa anda mais rápido, pq aí ela não chora por se sentir sozinha ou por querer colo, e sim, eu levo ela aonde eu vou, no quintal, na cozinha , no banheiro ...

Enfim, a minha pergunta é:

Vocês atendem seus bebês na hora exata que eles querem ?
Deixam ele esperando nem que sejam dois minutinhos?

Como vocês agem quando ele chora?
Eu serei má, uma mãe ruim se fizer ela esperar um tmepinho só pra atendê-la ?
Não quero fazê-la esperar duas horas, mas será que dois minutinhos farão mal?


Ôoooo céus, essas dúvidas estão me corroendo o juízo!

Beijos a todas e boa semana!

Juu


*os bebês sentem medo variados de acordo com sua idade, a partir do 0 mês o bebê já desenvolve o medo, mas para cada etapa de vida, um medo diferente. Mais informações aqui!

17 comentários:

  1. Eita Ju...

    A gente se sente mal mesmo em deixar nossos filhotes esperando por um loooooooooooonho tempo ( 1 minuto!!rsrsr)mas sem dúvida vc não será uma mãe malvada caso isso aconteça, lógico que não sou a favor de deixar a criança chorando por uma hora se eu tô alí disponível pra poder atender...mas se for só um instantinho, pelo menos o tempo de estender uma roupa ou terminar de tomar banho...se eu tenho certeza que está tudo bem e eu estou avistando ela...então dá pra terminar a bendita tarefa e ir ao seu "socorro"...
    Dessa maneira vc estará acostumando-a a esperar um pouquinho e poderá se desenrolar mais...
    Com o Davi fui fazendo assim, não o deixava chorando por horas ( nunca!) mas pelo menos o banho ou tentava terminar...rsrsrs..

    BJS!!!

    ResponderExcluir
  2. Oiee!!

    Sou a favor do carinho e colinho!! Afinal eles são desprotegidos e precisam da mamãe!!

    beijos

    ResponderExcluir
  3. Olha, Ju, o Uri também não chora sozinho não.. é só ele começar q eu vou a seu socorro... hahaha... massss.. se eu to fazendo xixi, se eu to terminando o banho ou terminando o almoço, eu termino o q to fazendo e vou, principalmente pq ele está seguro no berço, não caiu, não se machucou, ou seja, 1 minuto de choro não vai deixa-lo traumatizado, ne?

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Sei bem como se sente, o pedro tbém faz um chororo danada e acabo não resistindo e paro tudo para dar atenção a ele, mas esse corre corre acaba nos desgastando muito, pois levo horas para fazer uma atividade simples. Mas acredito ser fase, bem pelo menos assim espero... rsrsrsrs...
    Bjus!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. JU, QUANDO DUDA AINDA ERA UM BEBE EU LI VÁRIAS MÃES EM VÁRIOS BLOGS FALANDO DESSA TÉCNICA, EU ACHAVA O CÚMULO, SÉRIÃO MESMO, NUNCA ME VI DEIXANDO ELA CHORAR ATÉ ADORMECER, CONSIDERO ISSO TORTURA E SOLUÇO SÓ DE PENSAR.
    QUANDO TENTEI FAZÊ-LA DORMIR SEM NINAR NÃO CONSEGUI, JÁ POSTEI DIZENDO QUE TENTEI A TÉCINICA, MAS NO FIM EU NINO ATÉ HOJE.
    EU ESTOU SEMPRE DE PRONTIDÃO, PRO QUE DER E VIER, ATÉ PQ SOMOS AS PESSOAS QUE FICAMOS MAIS PERTO DELES, ENTÃO ELES CONFIAM EM NÓS, IMAGINA VC, PRECISANDO DE SOCORRO E SEU MARIDO NEM TCHUIM PRA TI..
    FAZÊ-LA ESPERAR 2 MINUTOS QUE SEJA É BOM PRA ELA APRENDER QUE TUDO TEM SUA HORA, MAS 30 MINUTOS, 1 HORA, VC JAMAIS CONSEGUIRA.
    MAL NÃO FAZ MESMO, CHORAR NUNCA MATOU NINGUÉM, MAS QUE DA DÓ, ISSO NINGUÉM PODE NEGAR...
    UMA COISA QUE EU SEMPRE FALO É: OUÇA SEU CORAÇÃO, NUNCA FINJA QUE ELE NÃO FALA NADA, FAZ AQUILO QUE ELE MANDA.
    BJOO

    ResponderExcluir
  6. Eu acho q nao tem problema vc terminar o q tah fazendo rapidinho pra depois ir pegar ela no colo... O q não vale é ouvir q a criança tá chorando e pensar: "Ha! Lá vem ela com aquela manha de novo. Vou deixar ela lá chorando se propósito até se esgoelar pra ver se ela cansa e dorme".

    Eu li sobre 2 teorias: a do Nana Nene, e a do Bebe mais feliz do pedaço. Entre ter um bebê chorando no berço e um bebê feliz na minha casa, eu com certeza fico com a segunda opção.

    ResponderExcluir
  7. Ju,
    eu não deixo chorando, tinha fases do Antonio que era uma dificuldade terminar as tarefas da casa, hoje em dia eu vou enrolando, dou uns potes na mão dele, um coador, que ele se diverte muito mais que os brinquedos da fisher price, mas nessa fase da Mimi só colinho adianta!Ou tu convoca teus parentes e amigos, ou tu tá num beco sem saída! Ah, nessa fase eu congelava até arroz para facilitar minha vida!
    beijos minha flor
    saudades d vc lá no blog,viu?

    ResponderExcluir
  8. Ai flor, só de imaginar eu ter que deixar meu gatinho chorar até parar me parte o coração. Até agora não tive prolemas em fazer meus afazeres, porque tenho a ajuda do papai e no momento em que ele dorme faço as coisas que posso. Mas não sou do tipo que no primeiro gemido pego no colo.

    Ele também não é de acordar e pedir atenção. Por várias vezes deixei ele dormindo no beço e quando fui dar aquela "olhadinha" ele estava acordado e eu mal sabia.

    E quando ele acorda o que faço é coloca-lo no carrinho onde eu esteja, mais por precaução (medo de ele ter um refluxo, essas coisas).

    Também dou muito cafuné e carinho pro meu picurruxo.

    Tem um selinho pra você no meu blog, dá uma passadinha lá pra pegar. sonhosdeumaperola.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Hoje a Maju estava "carente" me solicitou o tempo todo, li seu post logo cedo e a tarde qndo almoçava com ela no colo pensei em vc...rsrs
    Acho que chorar por um minuto, se tudo estiver bem, sem frio, sem fome e com fralda limpa ela não se sentirá abandonada, aos poucos aprenderá a esperar, de minuto em minuto, jamais deixando chorar até aostumar! Não faço algo assim com meus bichinhos ainda mais com minha bebê!

    Bjinhos

    ResponderExcluir
  10. Ju, me senti mal, mal meeesmo lendo essa crueldade que tu leu. Eu jamais deixaria qualquer criança chorando... acho o absurdo do absurdo... são totalmente inocentes e indefesos...
    porisso sempre levo o Otávio comigo (menos ao banheiro)ele está sempre ao meu lado no carrinho ou no bebê conforto.
    Ele não é de chorar, só de fome ou quando perde a chupeta, mas mesmo assim não o deixo nem resmungando por muito tempo...
    O que eu sigo é o que eu sinto, me coloco no lugar dele sempre.
    Espero ter ajudado! beijos nossos

    ResponderExcluir
  11. Ju, eu jamais deixaria olívia chorando assim, mas eu nao atendo ela na hora exata dependendo da situaçao!
    Se acabei de entrar no banho e ela chora, eu paro tudo e vou atender. Mas se estou no fim do banho, eu termino antes de ir! hehe

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Ju, vamos lá...

    Eu li o Nana Nenê e acho (se bem me lembro) que a autora se refere à técnica para ensinar o bebê a dormir, ou seja, a mãe deixa ele chorando à noite até que ele durma, porque assim "ele aprende a dormir sozinho". Sou TOTALMENTE contra. Até porque já li vários artigos dizendo que o bebê é imaturo psiquicamente e não sabe como adormecer sozinho, logo, precisa ser ninado, precisa de colo mesmo. Fazer isso não ensina ele a adormecer sozinho e mais: ele pára de chorar porque desiste da mãe. Isso mesmo, foi isso que li! Cria-se uma enorme barreira psicológica entre a criança e os pais, já que ela deixa de chamá-los através do choro, porque sabe que eles não vem. Logo, mesmo que um dia ela precise de algo urgente (por exemplo se estiver debaixo de uma almofada sufocada), ela não irá chorar! Eu sempre atendo a Maria Clara, qualquer hora da noite, e ela ainda acorda pelo menos 2 vezes pra mamar. E assim será até que ela adormeça a noite toda.

    MAS... durante o dia a coisa é outra. Ela era muito dependente de colo. Eu não conseguia fazer nada em casa com ela acordada. Até que seguindo os conselhos de uma amiga mãe, fui deixando ela sozinha devagarzinho. No bebê conforto ou no carrinho, primeiro dia, deixei 5 minutos ela assistindo desenho. E assim fui aumentando gradativamente ao passar dos dias. Hoje mesmo passei roupa 1 hora e meia, com ela no carrinho do meu lado assistindo a Galinha Pintadinha. Teve uma hora que ela começou a chorar, mas tinha mamado e estava de fralda trocada. Percebi que era sono porque ela pede colo quando sente soninho. Fui lá, enchi ela de beijinhos, expliquei que não podia pegá-la naquele momento, dei a chupetinha e quando vi, ela estava dormindo segurando a fraldinha!

    Ju, sou sozinha na maior parte do dia e da noite porque meu marido chega super tarde, então ela teve que aprender a ficar um pouco sem mim. Ela às vezes chora um pouquinho e eu agrado, converso, beijo, sem tira-la de lá e ela fica numa boa por meia hora, 40 minutos no mínimo. Aconselho você a acostumar a Yasmin aos poucos, a comprar o DVD da Galinha (sou fã, mais que ela! hahahahaha), enfim, a deixá-la esperando um pouquinho com ela vendo onde você está. Isso é importante porque ela sabe que você está ali, conversando com ela e não a abandonou. Com o tempo ela vai se acostumando e você vai ganhando mais liberdade para fazer as coisas em casa. Tenta e depois me conta!

    Beijos!
    Boa noite pra vocês!

    ResponderExcluir
  14. Ju não sou mamãe, mas eu acho que dois minutinhos não matam não rs... Claro que sou contra deixar a pequena chorando uma hora seguida para "aprender", mas esperar um pouquinho talvez seja bom.
    Mas né? Pode ser que quando eu tiver o meu baby faça como vc e muitas mamães, no primeiro resmungo ja estarei lá do lado :)
    beijocas

    ResponderExcluir
  15. Ju, olha por aqui tambem é complicado concluir alguam coisa rapido, mas eu notei que se eu deixo a Dda chorando um pouco, nem que seja para eu ir no banheiro, ela para depois de uns 3 minutinhos e começa a falar (tentar,né!) e fica lá tagarelando sozinha... depois que deixei ela esperar melhorou, agora ela tem mais paciencia... claro que não deixo ela chorar meia hora... Mas 5 minutos já deixei e digo que disso não passa, por que ela logo para quando é só atenção...rs

    Bjão

    ResponderExcluir
  16. Oi flor, primeira vez que passo por aki e já adorei e virei fã....

    Bom, assim como vc eu tb largo tudo pra atender meu pequeno, mesmo quando ele tá no colo de outra pessoa e chora, eu corro pra pega-lo (pai, avó...) Mas claro, que sempre rola esses dois minutinhos sim, nesse caso eu fico sempre falando que já estou indo, que já ouvi ele chamar e vou tapiando ele com minha voz, normalmente dá certo....Rola tb a brincadeira do " Cadê vc...." e apareço de surpresa onde ele está, e o minutinho de ausência acaba virando uma brincadeira pra ele......

    bjs doces

    ResponderExcluir
  17. Oi Ju, sou contra este tipo de técnica: aprendizado com trauma e sofrimento. Acho crueldade. Sempre atendi Erik prontamente, mas nao significa que ele fez beicinho (um charme) e antes de chorar eu estava lá. Pelo contrário, se estou no banheiro, por exemplo, e escuto ele chorando, termino rapidinho o q tenho q fazer para atende-lo, ou entao, peço para o marido ve-lo e confortá-lo, conversar, trocar fralda até eu chegar, daria 1 ou no máximo 2 minutos e nao vejo problema nisso. Quando nos vê, Erik para o choro na hora, com excessao de fome kkk Minha consciencia está tranquila. Erik tem 3 meses e meio e desde que nasceu chora baixinho na grande maioria das vezes, em outras nem chora, só reclama. Meu marido tb nao gosta de ve-lo chorando e isso ajuda.
    bjao linda

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário aqui‼